Rede Corporativa
, 23 de maio de 2019.
04/05/2013
Retratos das Misericórdias
Acta Medica Misericordiae em março de 2013

Acta Medica Misericordiae em março de 2013

Henrique S. Ivamoto, editor

Lançada pelo Centro de Estudos da Santa Casa da Misericórdia de Santos em 1998 como parte das celebrações do pentacentenário das Misericórdias, Acta Medica Misericordiae é a revista científica mundial das Santas Casas da Misericórdia.

Em 1997, ao fundar o Centro de Estudos, o colega Celso Schmalfuss Nogueira convidou-nos para integrar sua equipe como diretor editorial. Com pleno apoio do conselho editorial, lançamos uma revista científica em que o autor principal de cada artigo faz parte de alguma Santa Casa da Misericórdia. Não se tratava, portanto, de mais uma das milhares de revistas dedicadas ao corpo clínico de um hospital e aos seus convidados, cujo âmbito é limitado ao da própria instituição. Não publicamos trabalhos externos para evitar quebra da identidade misericordiana. Acta Medica Misericordiae segue fiel ao compromisso original de ser a revista científica da maior rede mundial de hospitais filantrópicos.

Ao contrário das universidades públicas e de alguns hospitais privados, a maioria dos hospitais filantrópicos não conta com os caros instrumentos e meios de pesquisa. Todavia, as Santas Casas têm uma vasta e inigualável tradição em assistência médica e hospitalar. Face a essas peculiaridades, aceitamos para publicação estudos simples, desde que tenham importância clínica e sejam elaborados com o devido rigor científico. Publicamos também trabalhos dedicados às histórias dessas multiseculares Misericórdias. Temos artigos produzidos nas principais Santas Casas do Brasil e de Portugal.

Produção artesanal

Procuramos, inicialmente, algumas editoras de São Paulo, que cuidam de todas as minúcias relacionadas às publicações científicas, mas o custo era proibitivo. Com a experiência prévia como editor de revisão do Journal of Microsurgery, de Boston e Nova York, conhecia as regras editoriais. Um colega legista mostrou-me como usar o programa Page Maker. Assim, elaboramos o número inicial no formato adotado pelas melhores revistas, procuramos uma gráfica local e apresentamos nosso projeto. Com o auxílio de um funcionário da gráfica, experiente com os programas editoriais, iniciamos a publicação impressa. Mais tarde, iniciamos a publicação eletrônica.

As duas publicações foram registradas no Ministério da Ciência e Tecnologia, que forneceu os respectivos ISSNs (International Standard Serial Numbers). O jornal Voz das Misericórdias, órgão oficial da União das Misericórdias Portuguesas, publicou uma reportagem sobre nossa revista. Diante dos custos de impressão, suspendemos a publicação impressa em 2004. A edição eletrônica é mantida, com os artigos publicados disponíveis em arquivos pdf (www.actamedica.org.br). Nossa revista foi solicitada pela Library of Congress de Washington, a maior biblioteca do mundo, e pela National Library of Medicine de Bethesda.

Outras atividades da diretoria editorial

Em 2000, juntamente com os colegas Celso Nogueira e Rosilene Morales, e com o apoio da Irmandade e de nossos amigos colaboradores, organizamos o V Congresso Brasileiro de História da Medicina. O livro Lacaz, Ciências e Humanismo na Casa de Arnaldo, foi laureado pela Academia Nacional de Medicina com o Prêmio Carlos Chagas. Trabalhos retratando a história desta e de outras Santas Casas foram apresentados em vários congressos anuais da Sociedade Brasileira de História da Medicina.

Para essas e as demais atividades editoriais, contamos com a colaboração de alguns amigos, João Carlos Maluza Paes, João Tavares, Jael Brasil Alcântara Ferreira e José Carlos Clemente - os mecenas da Acta Medica Misericordiae. 

Na sala da Mesa Administrativa da Santa Casa de Santos em maio de 2013. A partir da esquerda, José Luís Camargo Barbosa (diretor clínico), Celso Schmalfuss Nogueira (presidente do Centro de Estudos), Manoel Lourenço das Neves (provedor) e Henrique Seiji Ivamoto (editor). Fotografia feita pelo jornalista José Eduardo Barbosa.

 

A revista encadernada

Os amigos citados bancaram a encadernação de revistas impressas de 1998 a 2004. Há um mês, com aprovação do Sr. Marco Antonio Campanário, mordomo geral, a Irmandade enviou a revista encadernada a algumas das maiores universidades e Santas Casas do Brasil, além de algumas universidades do exterior.

O Sr. João Tavares despachou cerca de setenta encadernações para sua casa em Portugal, de onde distribuirá pessoalmente a todas universidades, principais Santas Casas e ao Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

A segunda mais acessada pelo Google

Acta Medica é uma expressão comumente usada no título de revistas científicas, como as Actas Medicas Portuguesa, Colombiana, Germanica, Philippina, Iranica, Austriaca, Scandinavica, Catholica, Belgica, Italica, Turcica, Polonia, Venezolana, Iugoslavica, Helvetica, Ibero-Americana, Nagasakiensi, Mediterranea, Transilvanica, Peruana e Hungarica, a maioria pertencentes a associações médicas, universidades e órgãos nacionais.

Recentemente, pesquisando essa expressão no Google, principal ferramenta de busca da Internet, verificamos, para nossa surpresa, que a Misericordiae é a segunda mais acessada entre as várias centenas de Actas Medicas existentes. Em outras ferramentas sua posição é variável, sendo que no Yahoo é a primeira.

O impacto crescerá após a distribuição da revista em Portugal – a pátria das Misericórdias.

Agradecimentos

Agradecemos a todos que têm contribuído com a revista, especialmente ao Sr. Manoel Lourenço das Neves e demais membros da Irmandade, os nossos colaboradores já citados, os diretores clínicos José Luiz Camargo Barbosa e João Garcia, os colegas do corpo clínico, os autores que contribuíram com seus trabalhos, o Sr. José Eduardo Barbosa, jornalista misericordiano que sempre acolhe nossos textos, e os senhores Júnior e Sandra, secretários do Centro de Estudos.

Um agradecimento particular ao admirável educador Celso Schmalfuss Nogueira pelo seu inestimável apoio a todos os projetos editoriais. Esse mestre nato que tem prazer em ensinar, querido por todos, merece ser parabenizado pela sua enorme dedicação ao Ensino e à Ciência que, nos três lustros de profícua existência do seu Centro de Estudos, transformou-se radicalmente nesta Casa de Brás Cubas.



Atalhos da página



Revista Acta Medica Misericordiæ
A Revista das Santas Casas
Rede Corporativa e-Solution Backsite