Rede Corporativa
, 19 de agosto de 2019.
15/02/2013
Volume 7 - Número 1
História da Academia Nacional de Medicina

PDF file at the end of the article

Arquivo PDF ao final do artigo

 

História da Academia Nacional de Medicina

History of the National Academy of Medicine

 

AUGUSTO PAULINO NETTO, JARBAS PORTO, OMAR DA ROSA SANTOS

Academia Nacional de Medicina

 

Paulino Netto A, Porto J, Santos OR. History of the National Academy of Medicine. Acta Medica Misericordiæ 2004; 7 (1):7-10

 

Resumo:

A Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro foi instalada em 30 de junho de 1829, na Santa Casa da Misericórdia, com 17 membros, presidida pelo médico e cirurgião Joaquim Cândido Soares de Meirelles. Abrigava quatro comissões, incluindo a de Vacina, das Consultas, das Enfermidades Reinantes e da Salubridade. Seus estatutos estabeleciam objetivos filantrópicos, melhoria do exercício da medicina e colaboração com o governo nas questões de saúde, o que corresponderia, na atualidade, a funções do Ministério da Saúde e, particularmente, do Ministério da Educação em questões de medicina. Realizou sua primeira sessão oficial em 1830, com a presença do Imperador D. Pedro I, que compareceu a várias reuniões ulteriores.

Em 1835, o Governo Imperial converteu a Sociedade em Academia Imperial de Medicina, em cerimônia com a participação do jovem Imperador D. Pedro II, que tomou parte de todas as sessões aniversárias até 1889. Em novembro desse ano, logo após a implantação da República, mudou sua designação para Academia Nacional de Medicina. Em 1958, foi instalada na sua sede atual, em sessão que contou com a presença do presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira. Conta atualmente com 100 cadeiras, divididas entre as seções de Medicina, Cirurgia e Ciências Aplicadas à Medicina. Anualmente, por ocasião de suas sessões aniversárias, outorga prêmios para trabalhos de autores não pertencentes aos seus quadros. Desde 1831 edita sua revista científica, atualmente denominada Anais da Academia Nacional de Medicina, a mais antiga publicação ininterrupta do país.

 

Descritores: História da Medicina. Educação médica. Academia e Institutos

 

Summary:

The Medical Society of Rio de Janeiro was established on June 30, 1829, in a ceremony held at the Santa Casa da Misericórdia, with 17 members, presided over by the physician and surgeon Joaquim Cândido Soares de Meirelles. It had four commissions: Vaccines, Consultation, Prevailing Illnesses and Public Health. Its goals were philanthropy, the improvement of medical practice and cooperation with the government in health matters, which would correspond today to the functions of the Health Ministry and, particularly, the Education Ministry regarding medical issues. Its first official session was held in 1830, with the presence of Emperor Dom Pedro I, who attended several of its meetings. In 1835, the Imperial Government converted the Society into the Imperial Academy of Medicine, in a ceremony presided over by the Young Emperor Dom Pedro II, who took part in all anniversary sessions until 1889. In November of that year, with the advent of the Republic of Brazil, it became the National Academy of Medicine.

In 1958, it moved to its current address, in a session at which President Juscelino Kubitschek de Oliveira was present. It currently has 100 chairs, divided into the areas of Medicine, Surgery and Applied Medical Sciences. Every year, during its anniversary sessions, awards are issued for works produced by authors who are non-members. It has been producing its scientific journal since 1831, now called Anais da Academia Nacional de Medicina, Brazil’s oldest continuous publication.

 

Key words: History of Medicine. Education, medical. Academies and Institutes



Atalhos da página



Revista Acta Medica Misericordiæ
A Revista das Santas Casas
Rede Corporativa e-Solution Backsite