Rede Corporativa
, 23 de maio de 2019.
15/02/2013
Volume 7 - Número 1
História da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra

PDF file at the end of the article

Arquivo PDF ao final do artigo

 

História da Santa Casa da Misericórdia de Coimbra

History of the Santa Casa da Misericórdia of Coimbra

 

FERNANDO JOSÉ DE AZEVEDO SOBRAL

Provedoria, Santa Casa da Misericórdia de Coimbra

 

Sobral FJA. History of the Santa Casa da Misericórdia of Coimbra. Acta Medica Misericordiæ 2004; 7(1): 11-15

 

Resumo:

Após a fundação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa em 1498, Dona Leonor de Lencastre agigantou-se na sua predisposição para o bem-fazer, não descorando as possibilidades de ajudar os mais necessitados do Reino. Os “Homens Bons” de Coimbra aceitaram o desafio destas novas formas de darem aos mais carenciados logo que foi conhecida a Carta Régia do Rei D. Manuel I, datada de 12 de Setembro de 1500, criando a Santa Casa da Misericórdia de Coimbra, cujo Compromisso teve por modelo o da Santa Casa de Lisboa.

Instalada a Irmandade na Sé Velha, donde algum tempo depois se mudou para a Baixa da Cidade onde ocupou espaço na antiga Igreja de Sant’Tiago, situada na chamada Praça Velha, onde se manteve até 1546 e onde construiu a sua Igreja da Misericórdia. Em 1589 a Misericórdia mudou-se para a Rua do Corpo de Deus. A manutenção e desenvolvimento que a Irmandade conseguiu ficou a dever-se ao razoável número de benfeitores, através de doações, disposições testamentárias, dádivas e a boa administração das equipes de irmãos responsáveis, tendo ganho a Misericórdia uma confiança do povo tão grande que as adesões e as ajudas foram engrossando as acções a que o Compromisso se refere e se traduziu num razoável patrimônio que permitiu manter por todos aqueles tempos serviços diversos destinados à população necessitada. Entre seus muitos benfeitores, destacam-se Manuel Soares de Oliveira, Manuel Freire D’Andrade e o brasileiro Dr. Caetano Correia Seixas, nascido na Bahia, cónego e lente jubilado em Cânones na Universidade de Coimbra.

 

Descritores: Hospitais filantrópicos. História da Medicina. Humanismo.

 

Summary:

After the foundation of the Santa Casa da Misericórdia of Lisbon in 1498, Lady Leonor de Lencastre extended her will in helping the more in need in the kingdom. The “Good Men” of Coimbra accepted the challenge of the new form of helping as soon as they became aware of the royal chart of King D. Manuel I, of September 12, 1500, creating the Santa Casa da Misericórdia of Coimbra, whose “Compromise” was based on the statute of the one of Lisbon. The Irmandade was established in the Old See, being moved later to the lower city, in the old Church of Sant’Tiago, located in the Old Place, where it stayed until 1546 and where it built the Church of the Misercórdia. In 1589 the Misericórdia moved to the Street of the Corpo de Deus. The maintenance and development of the institution was possible due to the reasonable number of benefactors, through donations, endowments, gifts and a good administration, the Misericórdia having gained the confidence from the people. A reasonable patrimony was built assuring the maintenane of services to the poor. Among the many benefactors, Manuel Soares de Oliveira, Manuel Freire D’Andrade and Dr. Caetano Correia Seixas, a Brazilian born in Bahia, canon and retired lecturer in the University of Coimbra.

 

Key words: Hospitals, voluntary. History of Medicine. Humanism.

 



Atalhos da página



Revista Acta Medica Misericordiæ
A Revista das Santas Casas
Rede Corporativa e-Solution Backsite